Luize e Bruno

SEJA BEM VINDO AO NOSSO SITE
Luize e Bruno

Nossa história

Um pouquinho da nossa história

Eu e o Bruno nos conhecemos há mais de 10 anos. Demorou um pouco para ele me notar, afinal, eu era amiga da irmã dele. Nosso começo de namoro não foi muito romântico. Era para ser um lance de verão, que acabou durando muitos outros verões e agora, quem diria, durará para sempre, se Deus nos abençoar.

Começamos a namorar no dia 22 de março de 2009. O Bruno me pediu em namoro em Gramado, em frente à Igreja São Pedro. A mesma igreja que vamos nos casar. Era um sábado a noite e já passava da meia noite, saímos de um fondue maravilhoso, após um jantar com a família dele (que é minha também), e caminhamos até a praça em frente a igreja. Lá tem um laguinho, estilo fonte, não me recordo porque, falamos em fazer um pedido. Ele tirou do bolso uma moeda, acho que de R$ 0,25, porém não a jogou na fonte, se virou, me entregou a moeda e me perguntou se queria ser a sua namorada. Eu aceitei.
Acredito que esta lembrança foi essencial para escolhermos fazer um destination weeding em Gramado, porque é a cidade que nos faz lembrar de momentos muito especiais.

Não sei dizer o momento exato em que me apaixonei pelo Bruno. O que eu sei é que ele estava lá, sempre cruzando o meu caminho. Gosto de lembrar de como via ele passando de carro, no momento em que eu estava chegando em casa, ou quando nos cruzávamos na esquina.  As vezes eu deixava o carro apagar, porque ele sempre em deixa nervosa. Aquele tipo meio abobalhado de nervoso. Gosto de lembrar nas vezes que pensei nele e meu telefone tocou na mesma hora, tantas as vezes as 22:22 noss horário. Sintonizados.
Apaixonados construímos o amor, pois começamos a namorar muito jovens e tivemos que aprender a crescer juntos, com erros e acertos, com vitórias e perdas. E juntos, vimos que eu não sou perfeita, e que ele tão pouco o é, mas continuamos nos amando mesmo nas imperfeições, então para mim somos perfeitos: um para o outro.

Não sei exatamente quando o Bruno decidiu me pedir em casamento. Mas, eu sei e ele também que eu tinha cada etapa do nosso relacionamento planejada na minha cabeça, e sei que ele do jeito dele também tinha, e sem precisar falar muito fizemos o nosso plano juntos. Porque acredito que para alcançar a felicidade é importante realizar sonhos, e os sonhos são etapas da nossa vida que nos alegram quando chegamos lá, e agora nosso sonho é ser uma família.

 

Fotos Recentes

Bom ele tomou coragem e no dia 01/11/2015 ele me pediu em casamento e não poderia ter sido mais especial. Fomos a Rio Grande juntos com meus pais, para comemorar o aniversário da minha mãe na casa dos meus avós.  ele decidiu ir junto mesmo eu liberando ele da função da viagem.

Na minha casa temos essa tradição de fazer churrasco de ovelha, é algo que fazemos desde sempre, estavam lá meus pais, meus avós, meus tios, minhas primas, meu cachorro, minha prima cachorro, etc, Lembro que não estava frio, mas o Bruno estava gelado, e eu já tinha falado umas 3 vezes para ele colocar o casaco e ele dizendo que não tinha frio.

Em minutos ele levantou olhou para todos e disse que tinha uma coisa para me pedir, e também aos meus pais, e meus avós e a todos. OMG eu não lido bem com surpresas então até aqui tudo bem, mas os próximos minutos seria melhor perguntar para ele, porque eu não sei bem a ordens dos acontecimentos porque eu fiquei muito nervosa (hahaha), só sei que ele não terminou a frase: Lu você quer casar comigo? Acho que no meio do você eu já estava dizendo sim... Pelo menos é o que me contam, e pelas fotos que tenho do meu jeito meio desajeitado eu já estava pulando no pescoço dele para ele não ficar de joelhos, ô nervoso!

Ninguém sabia de nada, nem eu nem meus pais, foi tão surpresa que demorou uns minutinhos para alguém ter alguma reação mas logo todos comemoramos a novidade.

E no meu coração ficou marcado porque ele poderia ter me pedido em casamento em qualquer lugar do mundo, e ele pediu ali, na casa dos meus avós, em um pátio super simples, sem cenário paradisíaco, sem comida chique, sem espumante, mas junto das pessoas mais importantes da minha vida. Junto do maior exemplo de amor e dedicação que eu conheço na minha vida: Meus avós. E isto, me fez ter a certeza que ele quer o que eu quero, uma família - e por fim, lá no fim - uma dupla de velhinhos chegando a última realização da vida, estar juntos nos últimos dias, esse é o nosso sonho, e você, nosso convidado, faz parte dele.